Família e vida

A Evangelização das famílias – que vem sofrendo o constante ataque de uma anticultura de morte- é um dos desafios mais urgente de nosso tempo.

A família é a célula primeira e vital da sociedade, ou como observou o Beato Papa João Paulo II, «a primeira sociedade humana». É, também, o santuário da vida e está chamada a ser escola onde o ser humano aprende a viver a dimensão de encontro e comunhão. A família é a primeira evangelizadora e educadora da fé.

O Sodalício promove as famílias para que estas se constituam em verdadeiros cenáculos de amor, onde se viva a acolhida ao Espírito, a integração entre seus membros, o respeito à liberdade de cada um e a abertura à vida, desde uma espiritualidade da vida familiar que nutra e sustente o desdobramento de cada um.

A Espiritualidade Sodálite é clara em afirmar que a vocação ao matrimonio, para aqueles que Deus chama a esse estado de vida, constitui um caminho de santidade que convida a quem o percorre a viver e desdobrar-se em seu estado conjugal sempre segundo o Plano de Deus.

Muito relacionada à evangelização das famílias se encontra, entre as iniciativas apostólicas do Sodalício, uma decidida defesa da vida humana, desde sua concepção até sua morte natural.