“A ação e a contemplação permitem que qualquer viva sua existência com heroísmo”

Lima, 04/02/14 (Notícias Sodálites – Peru). Através de “El héroe em Antoine de Saint-Exupéry”, Óscar Tokumura, nos oferece uma nova e ampla olhada a como o desaparecido aviador e escritor francês via o mundo. Permite-nos entender melhor como ação e contemplação na obra do autor de O pequeno príncipe e Voo nocturno se complementam e podem conduzir ao heroísmo.

Óscar Tokumura, membro do Sodalício de Vida Cristã (SCV) desde 1985, forma parte ativa da área de Formação no SCV e da editorial do Instituto Vida y Espiritualidad. Como fruto de anos de trabalho e sua paixão pela literatura desenvolveu uma tese sobre Antoine De Saint-Exupéry, celebre aviador e escritor francês – conhecido principalmente pelo O pequeno príncipe – no qual busca aprofundar na aproximação que Saint-Exupéry tinha da realidade. Uma aproximação que analisa suas obras em conjunto e permitem penetrar um pouco mais em cada uma delas. Leitura obrigatória para aqueles que puderam disfrutar da profundidade do “simples” e cheio de perguntas O pequeno príncipe, do livro de memórias Piloto de guerra ou dos múltiplos temas – amizade, morte, sentido – de Terra de homens.

Conta-nos um pouco sobre você.

Ingressei no Sodalício de Via Cristã (SCV) no ano de 1985 depois de conhecê-lo através de um retiro de meus anos escolares. Conheci a vários sodálites e isso me levou a descobrir minha vocação a uma vida totalmente entregada ao serviço evangelizador.

Atualmente vivo na comunidade Nossa Senhora da Evangelização, em San Borja, e me dedico a trabalhar na área de Formação do SCV e na linha editorial do Instituto Vida y Espiritualidad, dedicada à evangelização da cultura e a difusão do magistério eclesial.

Porque um livro sobre Saint-Exupéry?

Porque apesar de ser muito conhecido pela sua obra O pequeno príncipe, praticamente é desconhecido no resto de suas obras, ao ponto que se costuma catalogar como um autor de literatura infantil. O certo é que, além de ter um conjunto de obras bastante ampla, o mesmo Pequeno príncipe – que já é um clássico da literatura – é uma espécie de ícone que contém muito de seu pensamento e visão da realidade, que sem a referência ao resto de sua obra fica como que oculta à simples vista.

De que se trata “El héroe em Antoine de Saint-Exupéry”?

É uma tese doutoral cujo tema é o herói como síntese de contemplação e ação na obra literária de Saint-Exupéry. Nela se trata de explicar como a figura heroica que aparece em todas as obras do autor é uma síntese dinâmica entre a contemplação e a ação, oferecendo uma perspectiva tremendamente rica e bonita da realidade em todas as suas dimensões e relações.

Qual é a atualidade de Saint-Exupéry?

Acredito que para o homem de hoje em dia, muitas vezes submergido na voragem do ativismo e de uma visão imanente da realidade, o linguagem simbólico e transcendente, rico em relações, ajuda a dar sentido a uma reta ação transformadora do mundo. “Saint-Ex”, como o chamavam seus amigos, era um homem de eminente ação, mas também de um profundo olhar contemplativo. Sua frase tão famosa: “O essencial é invisível à vista. Só se vê bem com os olhos do coração” constitui uma atitude diante da vida e sua obra o reflete.

Qual é a mensagem do livro?

Creio que a principal mensagem é que a ação e a contemplação são duas realidades complementarias e que permitem que qualquer ser humano viva sua existência com heroísmo. Não é algo exclusivo para alguns somente, mas é o chamado de todo homem e mulher que se toma a vida em sério e deseja um horizonte de felicidade e plenitude.

Qual é o teu livro favorito de Antoine de Saint-Exupéry? Por quê?

Acho que seria Terra de homens, porque com muita profundidade e simplicidade, descreve diversas experiências humanas cheias de riqueza e heroísmo. Mas são heróis do cotidiano, da vida ordinária. Isso é o que mais me cativou. Existe como um sentido épico da existência que mostra a grandeza do ser humano nas coisas simples.

Tem interesse por literatura em geral?

Sim, ainda que confesse ser muito variado. Gosta de poesia, narrativa, especialmente o relato curto. Se tivesse que definir um denominador comum em quanto à narrativa, acredito que seria a da literatura de iniciação. Quero dizer, aquela em que o heróis é introduzido em um caminho pedagógico para alcançar uma meta.

Um dos autores que li recentemente é Orson Scott Card. Se trata de um autor de ciência de ficção que propõe uma série de dilemas éticos sumamente interessantes. Tem duas sagas que recomendo, a primeira chamada Ender, o personagem principal – um filme baseado no primeiro livro da saga estreou em 2013 –, e a segunda chamada das “sombras”. Cada saga consta de cinco livros muito interessantes.

Óscar Tokumura é membro do Sodalitium Christianae Vitae (SCV), uma sociedade de vida apostólica integrada por leigos e sacerdotes que levam uma vida fraterna em comum, entregam sua vida plenamente a Deus e anunciam o Evangelho nas diversas realidades humanas. Se trata de uma comunidade eclesial surgida no fim do século X no cauce do Concílio Vaticano II, acolhendo as orientações dos grandes documentos da Igreja neste tempo. Foi aprovado definitivamente como sociedade de direito pontifício pelo Beato Papa João Paulo II no ano de 1997.