Um telar de orações para João Paulo II

Pentecostes98

Roma, 28/05/13 (Notícias sodálites – Itália).

Em Pentecostes de 1998, o Movimento de Vida Cristã esteve em Roma respondendo ao convite do Papa João Paulo II. Alessandro Moroni, hoje Superior Geral do Sodalício, lhe entregou um presente muito significativo: milhares de orações de emevecistas de todo o mundo simbolizadas em uma imagem de Nossa Senhora da Reconciliação.

Eram dias calorosos de maio primaveral quando milhares de peregrinos vindos de toda parte do mundo começavam a chegar a Roma. Muitos deles curiosos diante de sua primeira visita à Cidade Eterna, se identificavam por seus coloridos distintivos e suas alegres expressões nas ruas, praças e igrejas tão abundantes nessa cidade. Eram os participantes do Encontro dos Movimentos Eclesiais e as Novas Comunidades, que se celebrou na Praça São Pedro dia 20 de maio de 1998 no Ano do Espírito Santo, há quinze anos.

O Movimento de Vida Cristã, com peregrinos então provenientes em sua maioria da América Latina, também esteve presente. “Como éramos muitos fomos chegando durante os dias prévios ao Encontro. Durante 9 meses foi feita uma campanha espiritual de oração pelas intenções do Santo Padre”, recorda Alessandro, quem era responsável da peregrinação, e acrescenta “preparamos um presente simbólico, um telar típico do Peru, de onde se originou o Movimento, e estávamos buscando a ocasião para lhe entregar. Mas era difícil porque em um momento tão agitado como esse, seria quase impossível que o pudéssemos entregar nas próprias mãos do Santo Padre.” Porém o momento chegou.

Os peregrinos do MVC que até então tinham chegado a Roma, pediram para participar da audiência pública que o Papa dava na Praça São Pedro toda quarta feira. “Quando nos entregaram as entradas no dia anterior, nos deram duas entradas diferentes. Perguntamos para que era isso e nos responderam que iríamos cumprimentar o Santo Padre”, conta Alessandro e explica “Era a ocasião. Nesse momento tínhamos que entregar o telar da Virgem!”

No dia seguinte Alessandro Moroni e Erwin Scheuch, representando os emevecistas do mundo que tinham contribuído com milhares de orações para manifestar seu afeto ao Santo Padre, portavam um telar com a imagem de Nossa Senhora da Reconciliação. “Fomos muito cedo para evitar as aglomerações, pois Roma estava cheia de peregrinos. Após passar pelas barreiras de segurança nos lugares indicados e esperamos um bom tempo para o início da audiência” recorda Erwin.

Durante a audiência, o Santo Padre costumava cumprimentar as delegações de diferentes partes do mundo. Ao escutar a saudação aos membros do MVC, esses responderam vivamente com ovações e aplausos, deixando sentir o entusiasmo latino-americano em toda a Praça de São Pedro. “Finalizado o ângelus, começaram os cumprimentos e ao chegar a nossa vez nos ajoelhamos diante do Papa – conta Alessandro – e lhe explicamos que éramos peregrinos do Movimento de Vida Cristã por suas intenções”. João Paulo II olhou a imagem da Imaculada estendida e respondeu dizendo “Muito obrigado, muito obrigado!”, para em seguida dar sua benção a todos os membros do MVC.

“Estou convencido que nossa Mãe, Maria Santíssima, quis que tivéssemos essa oportunidade – conclui Alessandro – de outro modo não teria acontecido. Assim são os presentes da Mãe de Deus”. Alentados por este momento tão significativo, os peregrinos que chegaram a Roma começaram esses dias uma intensa semana de atividades que concluíram na Missa do Domingo de Pentecostes. Uma semana que nunca irão esquecer.